sábado, 4 de abril de 2009

LUIS FERNANDO AGRICULTOR

Nunca escondi a minha teimosa e insubstituível paixão pelo campo e seus encantos. Vou fazer agricultura. E um passo fundamental está dado: já tenho um tractor.
Comecei o ano a plantar mangueiras (dia 3-01-2009) no pequeno pedaço de terra onde vivi das primeiras semanas de vida até 1966, na Pedreira do Baba (Tomessa). No mesmo lugar tentei antes plantar guaraná e pau-brasil, mas por um estranho capricho da Natureza...a operação foi um fiasco.
Agora, vai ser ginguba, batata, mandioca, milho, feijão, malanga, nhame, beringela, gindungo...às toneladas. Já tenho tractor mesmo....
O volante do tractor
Pormenor do tractor
A máquina no seu melhor
Eis o futuro rei do campo
À saída do parque, rumo à sua missão: cultivar a terra!
Ele lá vem...

O Manel, encantando com o nosso tractor

Na estrada de Viana, a 20 km à hora (o seu máximo, coitado...nunca ganhará o Grande Prémio de Kuala Lumpur de F1)
Faltou gasóleo ao bólide. Tivemos de desenrascar, ah pois!
Em plena via, a roda do tractor ameaçou soltar-se. Aproveitando a lentidão do trânsito (engarrafamento), o Manel lá deu uma apertadela
LF, o tractorista

2 comentários:

MESU MA JIKUKA disse...

Director,
Um grande investimento mas com um começo de rir... Faltou gasóleo nos primeiros metros de percurso e depois a roda quase que voltava ao parque de venda... Só imagino a viagem ao Uige (São uns 600 km ou me angano?)... Mas acredito já lá deve estar ou ainda?

LUIS FERNANDO disse...

Eh eh , odisseia de primeiro dia, é normal.
Mas correu tudo bem. Ainda está em Luanda, por causa da inevitável burocracia.
Mas vai montado num camião. Ele só anda a 25km/hora. Ficaria 1 ano na estrada. Sao 320 km, via Caxito, Úcua, Quitexe...
600 km sao pela outra rota, que passa por Ndalatando.