terça-feira, 3 de junho de 2008

VK 500



É este fármaco, feito à base de 8 plantas da rica flora africana, que veio relançar a esperança dos drepanocíticos do mundo inteiro. Descoberta do médico e bioquímico beninense MEDEGAN FAGLA JEROME, após mais de 25 anos de pesquisas.
Tomado com regularidade, o medicamento impede que os doentes de Anemia Falciforme tenham as sempre temidas crises, precisem das incómodas transfusões de sangue, vivam de constantes internamentos em hospitais e clínicas.

14 comentários:

Shayda disse...

Uma interessante formular... Que pena que nao temos aqui em São Paulo.

Kátia

LUIS FERNANDO disse...

Em breve o Brasil terá o VK 500 à fartura. Estamos apenas a lutar contra as naturais barreiras burocráticas. Já faltou mais Kátia! Confie

Luis disse...

Eu sou o Luis, de Portugal e tambem tenho Drepanocitose, gostava de saber quando é que chegará a Portugal.
Espero que para breve.

Parabens pelo seu blog, ta muito bom.
Cumprimentos

Luis

LUIS FERNANDO disse...

Meu caro Luís, andamos a lutar para vencer todas as barreiras que se colocam sempre que uma droga nova surge no mercado (certificações na OMS, burocracias de todo o tipo, etc etc). Estamos muito perto de conseguir tudo isso.
Podes contactar-me pelo endereço electrónico luis.fernandofieti@hotmail.com
poderemos trocar ideias sobre esta interessante batalha em prol dos drepanocíticos

Podes desde já consultar o nosso site www.anemiafalciforme-angola.com

Master Signes disse...

Olá, sou Rosicleide, sou de Porto Velho-RO/Brasil.
Estou torcendo e super anciosa pra que de tudo certo e para que esse medicamento chegue logo ao Brasil, tenho uma filha de seis anos que tem anemia falciforme. Tudo oq eu quero é ver minha filha bem.
abraços!!!

Eduardo disse...

Luis, quanto tempo. É o Eduardo (o argentino, tudo bem?). Perdi contato, estive de viagem. Meu amigo, ficou dificil aqui ter que informar a todo mundo sobre a existencia do medicamento, olha que falei com hospitais (de clinicas) de cada estado do Brasil, asociações de anemia do pais todo, institutos de hematologia, medicos, diretores, Anvisa, etc, etc e ninghém liga...Quanto às pessoas "comuns" como eu, não estão acostumadas a lutar, a se juntarem e sair a rua a pedir respostas, então sou um simples gringo lutando contra as grandes entidades deste pais que aparentemente não teriam interesse en trazer o medicamento ? eu não consigo resposta deles, vc teria alguma novidade positiva sobre este assunto? será que o VK virá algum dia para o Brasil ? abraços de teu amigo Eduardo. Cara, queria ir para te visitar quando soube que uma passagem economica para Luanda custa 6000 reias...fica dificil para eu ir com a minha esposa...rsrsr.

Weverton disse...

Olá, Luís, aqui é o pai do Bruninho, um falcêmico, do Brasil...
Foi com grande estranheza que verifiquei que os médicos hematologistas aqui do Estado do Tocantins não conhecem o VK 500..?!?!
O que posso fazer para que o medicamento possa ser ao menos comentado, discutido aqui no Brasil? Alguns de nossos irmãos africanos já fizeram contato com associações de falcêmicos brasileiras? Um brasileiro pode comprar o remédio? Há como importá-lo?
Grande abraço, irmão.

Almir disse...

Amigo sou Almir Soares. sou de Ji-Paraná Rondonia
Sofro de anemia falciforme, gostaria de saber se ja chegou VK 500 no Brasil e onde encontra-lo.
Abraços.

luis fernando disse...

por favor, a todos os amigos
falem comigo sobre o VK 500 enviando as questões para o endereço luis.fernandofieti@hotmail.com

é que nem sempre venho ao meu blog, ando muito mal de tempo

um abraço a todos
vamos nos unir, lutar, fazer barulho. A indiferença nao nos pode vencer. O alivio para quem tem anemia falciforme existe, temos é de ter acesso a ele. O VK 500 não é uma piada de TV, é uma solução científica, que não pode morrer órfã algures nesta África pobre.
O mundo tem que aprender a se livrar do preconceito e parar de pensar que tudo que é bom só tem de vir dos grandes países. É uma falsa questão.

Em Angola, bem ou mal os nossos pacientes de Anemia Falciforme viram resolvido o seu problema, apesar das barreiras, dos preconceitos e da ignorância

Vamos lutarrrrrrrrrrrrr!!!!
Um abraço amigo
Luis Fernando

lukão disse...

Meu caro Luís Fernando, bom dia!!!

Eu sou brasileiro e gostaria de saber quando o Vk 500 estará disponível aqui?
Tenho uma namorada com anemia falciforme e quero ajudá-la. Como vai o processo para podermos importá-lo?
ESPERO QUE LOGO ELE ESTEJA DISPONÍVEL NO BRASIL..

Abraços!!!

Hudson disse...

SOU BRASILEIRO
E TENHO UM FILHO DE 5 ANOS PORTADOR DA ANEMIA FALCIFORME GOSTARIA DE TER ACESSO A PELO MENOS A UMA AMOSTRA GRATIS DO VK500, COMO POSSO CONSEGUIR?

Marcia disse...

Olá, sou estudante de Farmácia e estou fazendo minha monografia sobre medicamentos para anemia falciforme, não encontro muitas coisas gostaria de saber "TUDO" SOBRE O VK 500!!!

REGINA DA SILVA FARIAS disse...

Senhor Luiz quando teremos no Brasil e onde comprar antes de ter aqui responda por favor, meu email reginadasilvafarias@gmail.com aguardo sua resposta n aguento mais sofrer.

Andreza deza disse...

gostaria de de detalhes sobre o medicamento ,sofro muito com meu filho ,e o sentimento de dor de um filho é insuportável ,to sempre querendo saber sobre conquistas ,espero que este medicamento seja uma delas ,caso venha realmente a existir como ajuda ...meu email andrezaf.melo@gmail.com, gostaria de detalhes